Mediation classes: didactical strategies and good practises (a course of communication and mediation)

Quarto giorno – mercoledi 19 Luglio

Encontro com a Francesca Piemonte, docente de italiano da CPIA (Centro Provinciale de Instruzzione per Adulto)

Hoje, foi tempo de voltarmos aos “bancos da escola”. Integradas num pequeno grupo de imigrantes, oriundos de países africanos (Gana, Guiné Conacri e Nigéria), assistimos e participamos numa aula de italiano para estrangeiros. 

Francesca Piemonte, la maestrina
Lezione di italiano com Francesca Piemonte (CPIA)
Facciamo lo 1º test di ricapitolazione! Va benne!
Loro parlano di professioni

Embora para nós fosse relativamente fácil, pois o Português é uma língua latina, para os falantes africanos, que usam os seus dialetos, um pouco de inglês ou de francês consoante o caso, torna-se muito mais difícil. Para além disso, acresce-se que muitos deles são quase analfabetos e veem a aprendizagem/educação como um “bem supérfluo” ou um mal necessário que poderá abrir-lhes o mundo do mercado.

Assim, muitas vezes, para além da barreira linguística, os professores ainda têm de ultrapassar a falta de motivação e concentração que revelam, mas confessam que, quando conseguem ensinar alguma coisa, se sentem muito gratificados.

Sessão com Frederica Orlando sobre métodos utilizados no ensino do italiano para estrangeiros

A nossa colega Frederica explicou-nos os diferentes métodos que utiliza na sua abordagem ao ensino do italiano para estrangeiro. Todos eles têm vantagens e inconveniente, mas considera que o método CLIL é o mais adequado.

Multicultural classes: didactical strategies and good practises (a course  of communication and mediation)

Terzo giorno – martedi 18 Luglio

À descoberta de Paola

 Paola, também conhecida pela cidade dos presépios ou por ser o berço de São Francisco, santo padroeiro da Calábria e dos marinheiros. É uma estância balnear famosa na Riviera dos Cedros.

Paola

Resolvemos aventurarmo-nos e caminhar pelas estreitas ruas do centro histórico, que mais pareciam um labirinto. Praças, edifícios e fontes pitorescas, ruínas do Castelo Normando-Suevo, que se caracterizam pela sala octogonal, onde há antigos ‘segmentos’ de inspiração islâmica. Apesar do imenso calor que se fazia sentir, continuamos a nossa deambulação, recolhendo as nossas impressões, até chegar ao Santuário, cujas vistas panorâmicas eram bellissime, o complexo da abadia de Badia-Luta, que na Idade Média viu passar ao longo do caminho o Rei Ricardo, Coração de Leão, para a longa viagem que o levaria à Terra Santa. Segundo rezam as crónicas, nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial, quase todas habitantes da cidade foram proteger-se dos bombardeiros no interior do Mosteiro de São Francisco de Paula, uma bomba de 80 kg caiu no recinto, mas sem detonar, facto que foi considerado um milagre!

Multicultural classes: didactical strategies and good practises (a course of communication and mediation)

Secondo giorno – Lunedi 17 Luglio

Euroform

Neste segundo dia, fomos conhecer a Euroform RSF, instituição que nos recebeu. A Sandra, a nossa anfitriã originária da Lituânia, deu-nos as boas-vindas e apresentou-nos a organização, salientando os principais objetivos e atividades desenvolvidas desde a sua fundação, em 1996.

Depois, o Ilario lo Sardo, outro dos colaboradores com quem iremos estar  esta semana, explicou-nos o seu papel na instituição: é um mediador cultural entre os refugiados/imigrantes que permanecem temporariamente nos “campos” (uma espécie de residência) e a comunidade de Cosenza. O seu papel é procurar integrar as comunidades oriundas dos diferentes países de África, que chegam com regularidade à costa italiana, proporcionando-lhes competências linguísticas (ensinando-lhes o italiano) para poderem compreenderem as leis italianas, nomeadamente as laborais, regularizar a sua situação, tratando da documentação, e ingressarem legalmente no mundo do trabalho. Proporcionam-lhes, ainda, diversas atividades/projetos.

20170719_165314 (1)

Iremos ver como funcionam, efetivamente, esses centros temporários de acolhimento e o que por lá se passa.

Estejam atentos!

Visita a Queen Anne High School

No dia 12 de junho, tive a oportunidade de passar o dia na Queen Anne High School. Trata-se de uma escola com cerca de 1700 alunos, num edifício muito moderno e muito bem equipado, construído em 2003.

Ao contrário de Arganil, o número de alunos tem vindo a aumentar nos últimos anos nas escolas de Dunfermline. Devido à sua proximidade de Edimburgo e ao facto de o preço das habitações ser consideravelmente mais acessível, muitas famílias decidem mudar-se para esta vila.

Uma escola com 1700 alunos tem obrigatoriamente regras de funcionamento e organização muito próprias. Exemplo disto é o facto de os alunos se movimentarem na escola sempre no sentido dos ponteiros do relógio. Cada corredor corresponde a um departamento e distingue-se dos outros pela cor (as salas das ciências por exemplo, estão todas no mesmo corredor, que é verde). Cada professor tem a sua sala, onde mantém os seus materiais e são os alunos que vêm à sua procura, quando a campainha toca. À semelhança do que vimos em Hogwarts, nas histórias do Harry Potter, a escola divide-se em três casas Abbey, Bruce, e Carnegie. Todos os alunos usam uniforme – é proibido usar calças de ganga, calções, hoodies, etc.

Mas o facto que mais me surpreendeu foi sem dúvida o seguinte: os alunos que já fizeram os exames deste ano, iniciaram esta semana o horário do próximo ano letivo… é verdade! Depois dos exames, quem é que quer estudar ou permanecer nas aulas? Para evitar perder tempo, dizem os docentes com quem conversei, inicia-se já o ano seguinte… os alunos ficam a conhecer os professores do próximo ano letivo, os programas, o desempenho esperado, etc.

Amanhã espera-me outra escola: Woodmill High School

 

Dia 6 (9 de junho) – Avaliação e Validação de Competências

“Non aspetarre il momento giusto per fare le cose: l’unico momento è adesso.”

19023306_1748147525202622_6264166878255821632_o

Oggi  abbiamo parlatto de KA 2 e fatto la valutazione.

Doppio abbiamo andato a Teatro Rende, Casa de la Cultura, Castro Libero…

Dia 5 (8 de junho) – Mobility VET Charter & Acessibilidades

“Non mi scoraggio, perché ogni tentativo sbagliato scartato è um altro passo avanti.” (Thomas Edison)

 

Hoje o diretor da EUROFORM RFS explanou as abordagens estratégicas para a qualidade na mobilidade do ensino e formação profissional recorrendo à Carta de Mobilidade de EFP Erasmus+.

19021430_1747061678644540_526700581_n19047945_1747061571977884_719729460_n

Durante as nossas explorações pela região ficamos agradavelmente surpreendidas com os sinais presentes de inclusão social nomeadamente na área das acessibilidades: rampas, mapas tácteis (ex.  usados em todas as casas de banho públicas), pisos tácteis, informações em Braille, informações áudio junto de monumentos e peças museológicas, sinalética.

 

Dia 4 (7 de junho) – Cores e cheiros na Calábria

Il futuro è di chi ha il coraggio di agire, ora.” (Stephen Littleword)

 

 

Calábria, uma região com uma história de centenas de anos, ponto de fusão de diferentes culturas e pessoas. Toda a sua atmosfera histórica estimula os sentidos.

Paola, a città del presepi, é mais uma belo exemplo desta confluência. O trajeto entre Cosenza e Paola de comboio é um percurso encantador, onde de lado temos o mar e do outro a montanha.

Hoje foi também dia de experimentar o primeiro packet lunch.

1 de março Visita à Biblioteca da Escola em Ballymun- Trinity Comprehensive School

Nesta Escola, apenas visitámos a Biblioteca Escolar. Isto por que na Irlanda não existe ainda, por que me parece que estão a iniciar esse processo, um Plano Nacional de Leitura. Desta forma, a Biblioteca é algo muito pouco presente nas Escolas e a figura do professor Bibliotecário existe em apenas 11 escolas do País. Assim, esta escola foi integrada no nosso Plano de Visitas devido ao conhecido  trabalho que é feito pelo professor Bibliotecário. A Biblioteca, segundo os organizadores na nossa Visita, transformou os alunos e a comunidade escolar envolvente. O reconhecimento que a biblioteca teve através da publicação de um livro elaborado pelos alunos da Escola fez com que a Escola seja atualmente conhecida e  que a escola melhorasse no ranking Nacional. O Plano anual da biblioteca integra várias atividades entre as quais: concursos de leitura; exibições de livros atuais, comemoração de efemérides,  entre outras. As atividades são organizadas pelo professor Bibliotecário em conjunto com os professores da turma. Na biblioteca está em exposição uma palavra por dia. Os alunos são obrigados a trazerem diariamente um livro na mochila para lerem, nos intervalos e durante os tempos sem aulas e/ou depois das aulas.  Os alunos, individualmente, quando acabam de ler o seu livro acedem a uma plataforma onde está registado o que leem e fazem uma avaliação da sua leitura. ou seja, respondem a questões acerca do livro e recebem uma pontuação por isso. Na biblioteca está publicada a pontuação dos melhores leitores.

Visita a um colégio Salesiano

Quarta feira, 25 de outubro,  fizemos uma visita ao colégio “Salesianos de Málaga”. Ficamos a saber que tem cerca de 1300 alunos e oferece Educação Infantil, Educação Primária, Ensino Secundário obrigatório, Bacharelato, Formação Profissional Básica, Ciclos Formativos de Grau Médio e de Grau Superior. É um colégio de carácter religioso, fundado por Don Bosco em Itália em 1840,  atualmente está presente em todo o mundo. O colégio define-se como “uma casa acolhedora, paroquia evangelista e uma escola que forma para a vida”, aqui a família constitui um papel principal na formação do jovem. .Apenas recebem verbas governamentais para pagar aos professores, gerem as restantes despesas com verbas do colégio e algumas doações dos pais.Pátio interior - todo rodeado pelo edificiohpim5523

É uma escola bilingue, as crianças iniciam aulas de inglês aos 3 anos de idade, os alunos têm entre 2 a 4 horas semanais de inglês, os professores são quase todos muito jovens. Os projetos são comuns em todos os ciclos,  tratados apenas de forma diferente, mas  sempre em complementaridade desde o pré-escolar.  Contudo estas salas estão muito escolarizadas, praticamente não existem áreas nem brinquedos, as mesas estão dispostas no centro da sala para proporcionar atividades de escrita/leitura e matemática.  Todas as crianças, incluindo as de 3 anos, têm vários livros de fichas de matemática, de escrita e de inglês.  As crianças pareciam felizes e muito organizadas, apesar de terem liberdade para falar alto e de se movimentarem com alguma liberdade.

 Utilizam bastante as tecnologias para explorar os conteúdos, no Ensino Primário todos os alunos têm um tablet, nas salas existe um quadro interativo, mas ainda um quadro de giz. Também nesta escola a disposição das mesas sugere-nos que se valoriza o trabalho de grupo e a partilha entre  os alunos.  Não há retenções e os alunos transitam sem fazer testes de avaliação, esta é entregue aos pais de forma qualitativa no final de cada período. Os cursos vocacionais têm salas muito bem apetrechadas que permitem dar continuidade a alguns projetos iniciados em outros ciclos.

Visita ao Richard Tauton Sixth Form College

20161014_090025.jpgPelas 8:30 horas, da manhã de 6.ª feira, chegámos ao Richard Tauton Sixth Form College para visitar as suas instalações e conhecer a dinâmica desta instituição. Fomos recebidas pela Assistant Principal que nos levou a conhecer as diferentes salas de aulas… Ficámos surpreendidas com a tecnologia de ponta utilizada (pc´s da Apple por aluno, estúdio de gravação moderníssimo, salas interativas, de dança, de piano…enfim do melhor 🙂

Ficámos a saber que o famoso jogador de futebol Gareth Bale estou neste estabelecimento de ensino, bem como outras personalidades famosas da sociedade britânica. O grupo de professores onde estávamos integradas teve a oportunidade de assistir a aulas de História Contemporânea, Criminologia, Auditoria, Business, Matemática, Direito, Música e Auditoria. Foi muito gratificante.20161014_122136.jpg